fbpx

Saber o que é Branding é fundamental para a sua empresa começar a crescer e assim gerir novos clientes dentro do seu empreendimento.

Nesse post, eu irei te apresentar tudo o que você precisa saber sobre essa ferramenta, qual é a sua funcionalidade e como ela pode te ajudar dentro do se negócio.

Vamos lá?

O que é Branding?

O Branding é uma forma de você conseguir gerir diversas estratégias que envolvem a marca da sua empresa.

Esse modelo de gestão envolve um planejamento de longo prazo, além da criação e gerenciamento de elementos que estejam relacionados a identidade visual.

Branding

Assim, você irá conseguir potencializar a maneira que as pessoas pensam sobre a sua empresa.

Não entendeu? Eu explico melhor…

O Branding tem como foco o conceito de quatro tópicos, onde ele descreve que uma marca precisa ser:

  • Planejada;
  • Estruturada;
  • Gerida;
  • Promovida.

Todos esses tópicos que fazem parte de uma gestão de marca, fazem parte do Branding.

O principal objetivo é conseguir assegurar que os seus consumidores entendam o posicionamento da marca.

Assim, você irá conseguir:

  • Aumentar a relevância no segmento;
  • Conseguir potencializar a visibilidade do seu negócio;
  • Fazer com que a sua empresa tenha uma boa reputação com a sua persona.

Como você pode ver, essas são estratégias que garantem que a marca consiga crescer continuamente.

Para que o Branding serve?

Com a globalização, aumentou-se a competitividade, passando a ser necessário as empresas mostrarem o diferencial da sua marca, assim como ter um propósito que vai muito mais além de ter apenas um simples posicionamento dentro do mercado.

Para que server Branding?

Dados revelaram que quando a empresa consegue realmente se conectar com o seu consumidor através de um propósito, a percepção do preço dele pode mudar.

Cerca de 67% das pessoas entrevistadas disseram estar dispostas a comprar um determinado produto de uma marca se ela consegue se conectar com ele com ideias em comum, pois passam a enxergar o valor real e não material.

Portanto, ter uma marca que represente um propósito e tenha personalidade, ajuda a:

  • Criar uma identificação com as pessoas;
  • Apoiar suas causas e histórias;
  • Promover boas histórias de marca.

Essa são a chave para recomendações, que hoje se torna uma arma das mais poderosas para conseguir novos clientes.

Como fazer um trabalho de branding na minha marca?

#1 – Comece a criar uma plataforma para a sua marca:

O primeiro passo para você começar a gerir a sua marca, é a princípio, entender do que a sua marca é feita.

Passo Inicial de Branding

Portanto, comece a responder as seguintes questões:

  • O que a marca promete entregar dentro do segmento?
  • No que ela foi baseada?
  • O que ela faz para se tornar única?

Mas, o que seria uma plataforma de marca?

Uma plataforma de marca é um conjunto de componentes que torna a sua marca única e que irão ajudar o seu consumidor a se conectar com você.

Assim, você irá conseguir se comunicar da melhor maneira possível com o seu cliente.

Alguns pontos que a sua plataforma de marca necessidade ter são:

  • Propósitos da marca;
  • As promessas;
  • Os atributos;
  • O seu posicionamento como marca.

#2 – Propósito da marca:

O propósito da sua marca está relacionado a razão pela qual ela existe.

Assim, responda as perguntas:

  • Porque é tão fundamental a sua marca existir?
  • Por quais razões ela foi criada?

Como pode perceber, aqui você terá de voltar para o momento em que você decidiu criar a sua marca.

  • O que você queria transformar dentro do segmento escolhido quando decidiu criar a sua marca?

Você irá notar que muitas vezes o proposito da sua empresa está diretamente ligado a sua logo ou mesmo ao slogan da marca.

Para você entender melhor, darei o exemplo do Airbnb.

A empresa que atua dentro do segmento de hospedagem, considera ser possível existir um mundo onde as pessoas tem o direito de pertencer a qualquer lugar.

Propósito da marca

Vale lembrar que o propósito da empresa nem sempre vem forte desde o início.

Utilizando como exemplo o Airbnb a empresa só teve esse propósito nítido, depois de quatro anos depois da criação dela.

Portanto, se você ainda não tem conhecimento em qual é o propósito da sua marca, converse com os seus consumidores e entenda o porquê eles estão conectados com a sua marca.

A partir disso vai ficar mais simples você chegar ao ponto que irá parecer perfeito para sua marca.

#3 – Avalie a promessa da sua marca:

A promessa da sua marca é considerada um pequeno resumo do que você está se comprometendo a fazer indo para a prática, para que o seu propósito passe a se tornar realidade.

O interessante dessa etapa, é que será justamente ela que irá tornar a promessa da sua empresa mais palpável.

A Nike, por exemplo, tem como propósito, tornar o mundo um lugar melhor para as pessoas, através do esporte. Para eles qualquer pessoa é atleta.

E como eles pretendem fazer isso?

Através do esporte.

Isso ajuda muito a deixar a sua empresa mais palpável.

#4 – Quais são os atributos da sua marca:

Depois de entender bem o propósito da sua marca e a promessa, é fundamental iremos para a etapa dos atributos.

Esses atributos conseguem mostrar a maneira que a sua marca caminha e como ela faz para atingir o seu objetivo final.

As melhores marcas têm propósitos e promessas únicas.

Atributos de marca (Branding)

Porém, o que diferencia primordialmente as grandes empresas das pequenas é como elas fazem para chegar aos seus principais objetivos.

Ou seja, nesse passo, os meios utilizados são tão importantes quanto os resultados.

Para ficar mais claro, os atributos são basicamente as características da sua marca.

Portanto, são os valores que ela preza fielmente e que ditam as maneiras que você se comunica com as pessoas que atuam ao seu lado.

#5 – Posicionamento:

Nesse passo, você precisa criar um entendimento melhor da sua oferta, além da imagem que irá definir o espaço do mercado que a sua marca irá ocupar e como ela irá passar a ser percebida pelos seus consumidores.

Para que você possa entender o seu posicionamento, é fundamental saber primeiramente qual é o valor que a sua empresa entrega, além do produto.

Será justamente a partir daí que você irá começar a pensar no posicionamento da sua marca.

O posicionamento da sua marca, por exemplo, pode ser focado em inovar.

Assim, um posicionamento está relacionado a entender melhor o seu mercado, além do que os seus consumidores estão buscando e desejam.

Será a partir disso, que você irá poder olhar para a sua empresa e entender melhor como o seu produto consegue se fazer relevante dentro do segmento.

Branding – Como criar uma identidade forte?

#1 – Branding – Foque na identidade visual da marca:

Sempre que falamos em identidade visual, é natural as pessoas considerarem o logotipo como base.

Porém, é importante saber que ele é apenas a ponta de um sistema que contempla diversos elementos que contribuem para dar a consistência necessária para a sua comunicação visual.

Branding - Como criar uma identidade forte?

Em uma identidade visual completa, os elementos que constam nela são:

  • Cores;
  • Ilustrações, ícones e símbolos;
  • Tipografia;

#1.1 – Cores:

As cores conseguem contribuir para a sua marca deixar a sua identidade ainda mais do que bonita.

São justamente elas que conseguem alinhar os objetivos da sua empresa com a comunicação com o seu público.

Já ouviu falar sobre a psicologia das cores? Ainda não?

Bom, aqui no meu blog eu tenho um post que fala exclusivamente sobre isso para que você possa entender um pouco mais sobre o tema.

Enfim, a psicologia das cores, define que as cores representam sempre alguma coisa para o cliente.

Ou seja, cada cor passa uma ideia que irá conseguir despertar diversos sentimentos.

Portanto, quando você for escolher quais são as cores que irão representar a sua marca, é fundamental elas representarem as características da sua marca.

Porém, é fundamental que você faça um trabalho de repetição com as cores.

Mas, como assim?

Bom, tudo o que a sua marca for fazer, as cores escolhidas ou a cor, se for somente uma, precisa estar sempre presente.

Branding: Psicologia das cores

Já viu o Instagram do Nubank? Eles conseguem mostrar exatamente isso, apresentando a harmonia das cores com a marca.

Essa é certamente uma das melhores formas de você fortalecer o Branding do seu negócio.

#1.2 – Ilustrações, ícones e símbolos:

Sabemos que o logotipo é sempre o símbolo mais conhecido dentro de uma marca, porém, existem outras coisas que dão o suporte para a sua marca.

O interessante aqui, é que eu falo mais sobre como eles podem ser feitos do que especificar os ícones ou símbolos.

Por exemplo, algumas empresas acabam optando por utilizar mais as imagens em seus conteúdos, pois facilita na hora de explicar um passo a passo para o leitor, por exemplo.

Outras empresas, por outro lado, optam sempre pelos vídeos, pois atuam com métodos mais complexos e um passo a passo em vídeo pode ajudar o leitor.

Já para a sua empresa, você pode utilizar símbolos que são reconhecidos pelo seu público, ou figuras com um design que representa o seu negócio.

O que mais importa aqui é que você crie itens que irão te ajudar a ter um Branding mais coeso, onde todos os pontos irão conseguir se comunicar de maneira diretiva com a sua marca.

#1.3 – Tipografia:

Se você conhece o básico de design ou conhece alguém que trabalha com isso, você deve saber que dúvidas sobre o tipo de tipografia é comum.

Assim como vimos nas cores, esses são importantes quando você deseja passar a sua mensagem.

A importância da tipografia na sua empresa
A

Na grande maioria das vezes, as marcas optam por escolher as fontes primárias e as secundárias.

Sabe as letras da Coca-Cola? Então, elas são letras primárias e dificilmente você vê a tipografia e não lembra da marca.

Normalmente as primárias são utilizadas sempre nos logos.

Mas, elas não são as únicas opções.

Tem empresas que optam pelas tipografias secundárias, que são utilizadas para se comunicar nas redes sociais e campanhas de marketing.

#2 – Branding – Slogan:

A imagem nem sempre é um fator que define uma marca, muitas vezes o que elas dizem chamam mais a atenção.

Assim, é bem comum que as marcas são lembradas quando são associadas aos seus slogans.

Normalmente, os slogans são escolhidos para poder apoiar a sua comunicação quando somente a logo não vai ser o suficiente.

Em outros momentos, por exemplo, são utilizados para apresentarem uma assinatura da marca dentro de campanhas.

Algumas empresas optam por modificar os slogans ao longo do tempo, de acordo com a estratégia da marca e outras são eternos.

#3 – Voz e Tom:

Todos os itens que mencionei aqui são fundamentais para que você possa criar uma identidade visual forte para o seu negócio.

Porém, ainda tão fundamental é a voz que a sua marca tem.

Volte na etapa anterior e dê uma olhada nas características do seu negócio.

A importância da voz da sua marca

Analise como você pode apresentar essas características de uma maneira que a sua persona consiga escutar.

Um exemplo é, se a sua marca ser mais educadora, a voz que te represente necessita ser didático e bem acessível.

Já se a sua marca é mais objetiva, você não pode ser robusta.

É fundamental que você olhe as diferenças dessas vozes, pois ela não deve mudar no decorrer do tempo, pois ela está diretamente ligada as características da sua marca e a base da empresa.

Já o tom sempre irá mudar, já que você precisa se adaptar aos canais em que acessa o seu cliente.

As suas redes sociais precisam expressar o seu Branding, além disso, o seu site vai precisa se comunicar de maneira coerente e bem efetiva com uma decoração que são perfeitos para a marca.

A consistência e a harmonia de todos esses canais, é certamente uma das partes mais difíceis de você gerir, mas podem trazer os melhores resultados.

Depois desse post tenho certeza que você tem tudo o que precisa sobre o tema de Branding e como você pode começar a utilizar na sua empresa hoje mesmo.

Portanto, se ficou com alguma dúvida sobre o tema, deixe uma mensagem no espaço dos comentários para que eu possa lhe ajudar.

Grande abraço e até o próximo post.

(Visited 61 times, 1 visits today)

Tags:

Veja os 8 passos para começar a empreender hoje mesmo.

Veja os 8 passos para começar a empreender hoje mesmo.

Veja o passo a passo para começar seu negócio agora mesmo!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Dan Reis
Dan Reis

Já trabalhei e estudei em diversas áreas, de química a tecnologia da informação, mas foi no fim de 2017 que me encontrei, descobri que o que eu gosto é empreendedorismo. Atuo desde então como empreendedor digital e minha vida mudou, mudou para melhor. Passei a fazer algo que gosto, ou melhor amo. Em 2019 percebi e me comprometi a compartilhar tudo o que eu aprendi (e ainda aprendo) para as pessoas que tem do mesmo desejo: Ser empreendedor.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.