fbpx

Entenda tudo sobre o marketing de conteúdo e como lucrar com ele em 8 passos simples

Marketing de conteúdo

Existem hoje aproximadamente 10 milhões de sites ativos apenas no Brasil, e praticamente todos eles utilizam as estratégias provenientes do marketing digital para ter uma rentabilidade mensal e assim fazer dos sites um negócio sustentável.

Entretanto, isso não é uma tarefa tão simples, principalmente quando você ainda está começando e não sabe muito bem como funciona.

Mas calma, não desista da sua independência financeira ainda, nessa postagem eu vou dar para você dicas exclusivas para te ajudar a implementar uma das estratégias mais importantes do marketing digital, o marketing de conteúdo.

Veja abaixo os passos para atrair seu público, engajar, convertê-los em leads e lucra com conteúdos de qualidade. Mas antes, vamos começar pelo básico para que nenhuma informação importante fique perdida por aí.

O que é marketing de conteúdo na prática?

É muito comum confundir o marketing de conteúdo com o inbound marketing, afinal, ambos assumem basicamente a mesma abordagem e para muitos especialistas são exatamente a mesma coisa, mas será mesmo?

Marketing de conteúdo

O inbound marketing, também conhecido como marketing de atração, é utilizado pelos top afiliados, se trata de uma abordagem um tanto quanto nova e que pode ser dividida em 4 partes: Atração, conversão de leads, conversão de vendas e fidelização.

Resumidamente, o inbound marketing é a estratégia abordada para capturar leads, educá-los e aumentar a conversão de vendas.

Já o marketing de conteúdo vai de encontro ao mesmo objetivo, converter vendas, mas de uma maneira mais sutil fazendo com que o público alvo atravesse o funil de vendas mais “naturalmente” por assim dizer.

Vale a pena ressaltar que tanto o inbound marketing quando o marketing de conteúdo são estratégias complementares, isto é, uma está dentro da outra interagindo juntas para a conversão eficaz das vendas.

Já da para ter uma boa noção de como essas duas estratégias do marketing digital são parecidas não é verdade?

Mas na prática, não vai fazer tanta diferença entender os mínimos detalhes de cada uma, desde que você implemente corretamente essas estratégias você vai conseguir lucrar muito!

Duas estratégias em uma: implementando o marketing de conteúdo e o inbound marketing

Geralmente os afiliados utilizam essas duas estratégias durante a produção dos conteúdos, isso significa que existem elementos do marketing de conteúdo, que é muito melhor para interagir com o público de maneira mais informal e até descontraída além de elementos do inbound marketing que é mais eficaz para educar o público e implementar gatilhos mentais e chamadas para ação.

Como o marketing de conteúdo é utilizado pelos afiliados para gerar renda?

Apesar de muitos afiliados serem investidores, isto é, investem pesado em anúncios pagos a fim de venderem os produtos, o marketing de conteúdo ainda é a maneira mais eficaz e barata de se trabalhar como afiliado.

Postar regularmente conteúdo de qualidade além de ajudar na SEO dos sites também é uma excelente maneira de mostrar ao seu público que você tem um compromisso com eles. Isso acaba desenvolvendo uma boa relação entre você e seus público, facilitando que eles te vejam como especialista no assunto e também como amigo.

8 passos para lucrar com conteúdo de qualidade

Agora que já abordamos os aspectos fundamentais sobre como o marketing digital pode ser utilizado para a rentabilização de um negócio, precisamos entender como criar conteúdo de qualidade e que seja atrativo para o público alvo.

Veja abaixo as principais dicas para desenvolver seu conteúdo de forma simples:

1. Faça uma pesquisa antes de produzir qualquer conteúdo

Conteúdo

Seja em conteúdo escrito, em vídeo ou áudio, uma coisa fundamental, a pesquisa!

Não é de hoje que os assuntos da moda são usados para alavancar as visualizações dos sites, canais e até mídias sociais, tornando elas mais famosas e fazendo suas publicações ganharem destaque.

E claro, isso é algo que pode e deve ser usado por você na criação do seu conteúdo, afinal, nada melhor para SEO que o assunto mais discutido no momento.

Para ajudar a descobrir o que está despertando o interesse do público alvo, vale a pena visitar a concorrência e procurar as postagens mais visitadas, tomando sempre muito cuidado para não cometer plágio.

2.  Utilize uma boa copy

Mesmo que não seja um conteúdo voltado para a conversão de vendas diretas, usar uma boa copywriting é algo fundamental em qualquer postagem que você fizer.

Geralmente a copy é usada para a conversão de leads e vendas, mas ela também pode ser utilizada para engajar o consumo de conteúdo, fazendo com que o público vá de uma postagem para a outra dentro do seu blog, canal no youtube ou rede social.

Então nunca desperdice uma oportunidade de implementar uma copy em seu conteúdo.

3. Imagens ilustrativas

Se uma imagem vale mais que mil palavras, então nós não podemos esquecer de coloca-las em nosso conteúdo. Um texto que possui imagens ilustrativas é compreendido muito mais rapidamente, além disso, as imagens dividem o texto fazendo com que a leitura seja mais simples.

Quanto mais imagens o seu texto tiver, menos cansativo de ler ele se torna e isso é algo excelente para o público que não está acostumado a ler diariamente.

Porém, eu não posso deixar de dizer que as imagens, assim como textos, vídeos e sons também possuem direitos autorais e, por esse motivo, não devemos pegar qualquer imagem para colocar em nosso blog.

Por sorte, existem sites específicos chamados de “bancos de imagens” e que fornecem imagens sem direitos autorais, que podemos usar e editar da forma que for conveniente, veja uma lista com melhores sites para conseguir imagens gratuitas abaixo:

Esses são apenas alguns dos melhores sites para conseguir imagens totalmente livres de direitos autorais, mas acredite, eles possuem um acervo gigantesco de imagens únicas e com excelente qualidade.

Existe uma quantidade ideal de imagens para se colocar em um texto?

Durante a produção de uma postagem para blog, é muito comum surgirem dúvidas quanto ao tamanho ideal do texto e a quantidade de imagens que deve ser colocada, o motivo dessa dúvida no geral é o medo de perder o interesse do público se o artigo for muito longo.

No geral, os artigos não necessitam ter mais que 1000 palavras, pois dificilmente o público, mesmo que acostumado a ler, terá tempo suficiente durante o dia para ler um texto muito maior que isso.

Já para as imagens, não existe uma quantidade que seja considerada a ideal, entretanto, cada texto deverá ter no mimo uma imagem para cada subtítulo.

4. Implemente o SEO

Sem dúvida alguma você já ouviu falar de SEO em algum lugar, eu sei disso porque é considerada uma das estratégias mais importantes para quem deseja ser um Top afiliado.

A Search Engine Optimization,Otimização Para Motores de Busca ou simplesmente SEO, é o que permite seu público alvo a encontrar as páginas do seu site em buscadores como o google.

E não se engane, apesar de parecer algo simples, ter um site nas primeiras páginas do google têm um grande impacto positivo em qualquer negócio digital, pois significa que o seu site será uma das primeiras opções apresentadas pelo google para o público alvo.

Como funciona a SEO

No início, quando a google foi criada, o “robô” que dava as sugestões de sites levava em consideração o que chamamos de palavras-chave.

As palavras chave são aquelas que o público alvo digita na barra de pesquisa quando precisa encontrar uma informação, o robô do google pega essa palavra chave e faz uma varredura de todos os sites que possuam palavras iguais ou parecidas.

Depois de encontrados os sites o buscador apresentava a lista de todos os sites que tinham palavras, dos mais relevantes (sites que apresentavam exatamente a mesma palavras diversas vezes) para os menos relevantes (sites que apresentavam palavras chave parecidas).

Mas com as constantes atualizações, o robô do google passou a levar em consideração outros fatores como o tempo de permanência do público em uma página sugerida e até mesmo a frequência de postagem.

Como implementar o SEO em meus textos

Como nós vimos mais acima, as postagens do seu blog precisam conter palavras chave para serem encontradas no google, sem elas o seu público irá direto para a concorrência.

Para implementar corretamente as palavras chave em seu texto, você precisa ter em mente dois fatores importantes:

As palavras-chave devem ter qualidade

As palavras chave possuem qualidade e até mesmo grau de dificuldade em seu rankeamento.

A qualidade de uma palavra chave está relacionada com a quantidade de vezes que ela foi utilizada pelo público alvo para pesquisar um assunto específico, quanto mais pessoas buscam aquela palavra ou frase, mais qualidade ela têm e consequentemente, mais difícil será o rankeamento.

Quando uma palavra-chave possui qualidade, como por exemplo “Perder peso”, é muito mais difícil rankear seu site na primeira página do google usando ela, porque todos os sites que falam sobre emagrecimento também vão tentar fazer o mesmo.

Palavras-chave Head tail e long tail

Existem basicamente 2 tipos de palavras chave que são mais utilizadas e que você precisa conhecer, a Head tail e a long tail.

Como o nome já sugere, Head Tail (cauda curta) são as palavras chave mais precisas, menores e que são consequentemente mais pesquisadas pelo público alvo. Geralmente uma head tail possui uma ou duas palavras no máximo.

Já as Long tail (cauda longa), são palavras chave compostas por mais de duas palavras, muito mais fáceis de utilizar e que oferecem pouca concorrência.

Para saber o nível de dificuldade de uma palavra chave, você pode utilizar o site Ubersuggest gratuitamente.

5. Implemente gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são uma técnica bastante utilizada no inbound marketing para facilitar a conversão de vendas e também a conversão de leads.

É bem provável que você já tenha visto alguma propaganda na televisão que mostrava um grande relógio e dizia “o tempo está acabando!”, não é verdade? Pois esse é um dos gatilhos mentais mais eficientes para persuadir o público a realizar uma ação. Esse é o poder dos gatilhos mentais.

Quer saber mais sobre gatilhos mentais e como utilizá-los? Então dê uma olhada nessa postagem.

6. Faça anotações sem compromisso

Essa dica é basicamente o oposto da dica número 1, além de postar conteúdo nos temas mais relevantes e procurados no momento, também é fundamental utilizar as própria ideias e produzir conteúdos que sejam novos e com ideias originais.

Por isso sempre tenha em mãos um lugar onde você possa anotar as ideias sempre que elas surgirem, mesmo que pareça algo sem sentido a primeiro momento, você poderá lapidar essa ideia e transformá-la em um tema para conteúdo que ninguém abordou antes.

7. Faça uma releitura, reescreva, transforme, pesquise mas nunca copie!

Infelizmente o plágio é uma das maiores causas para blogs e sites serem jogados para as últimas páginas de busca e nunca serem encontrados por ninguém.

Quando o robô do google encontrá conteúdo em duplicidade, geralmente ele leva em consideração o que foi postado primeiro, ou seja, “plagiadores não passarão!”

Vale muito a pena, como eu já ressaltei na primeira dica, vigiar de perto a concorrência para buscar inspiração sobre temas e assuntos do momento, mas copiar o título, parte do texto ou a postagem inteira é totalmente desaconselhável caso você realmente queira ter sucesso como afiliado de produtos digitais.

Não existe nenhum problema em abordar o mesmo assunto com o seu ponto de vista e suas palavras,  então sinta-se a vontade para se inspirar com as postagens de sites concorrentes, mas nunca copie.

8. Compre conteúdo

A oitava e última dica é para aqueles que têm extrema dificuldade em criar conteúdo de qualidade ou mesmo para aqueles que não possuem tanto tempo disponível para essa finalidade.

Ao comprar conteúdo você está basicamente contratando um profissional da área para produzir conteúdo de qualidade para você.

Isso é algo muito utilizado pelos afiliados hoje em dia, afinal, conforme você cresce como afiliado se torna impossível produzir conteúdo para todos os blogs e mídias sociais.

E se engana quem pensa que é difícil contratar um profissional, pois existem sites que são especialistas em unir clientes e freelancers de diversas áreas, como o Workana e o 99freelas.

Lá você pode publicar um projeto especificando o que você precisa, e os freelancers enviam o orçamento. Dessa forma é muito mais fácil pesar o custo x benefício.

Com essas 8 dicas super exclusivas, você sem dúvida vai conseguir lucrar muito mais com conteúdos de qualidade e originais! Gostou desta postagem? Deixe nos comentários qual é sua maior dificuldade na hora de produzir um conteúdo.

Muito obrigado por ler até o final e até a próxima!

(Visited 22 times, 1 visits today)

Tags: |

Veja os 8 passos para começar a empreender hoje mesmo.

Veja os 8 passos para começar a empreender hoje mesmo.

Veja o passo a passo para começar seu negócio agora mesmo!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Dan Reis
Dan Reis

Já trabalhei e estudei em diversas áreas, de química a tecnologia da informação, mas foi no fim de 2017 que me encontrei, descobri que o que eu gosto é empreendedorismo. Atuo desde então como empreendedor digital e minha vida mudou, mudou para melhor. Passei a fazer algo que gosto, ou melhor amo. Em 2019 percebi e me comprometi a compartilhar tudo o que eu aprendi (e ainda aprendo) para as pessoas que tem do mesmo desejo: Ser empreendedor.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.