fbpx

Nesse post, você vai descobrir tudo o que precisa saber sobre o intraempreendedorismo em um guia completo.

Então, não espere mais para conhecer a sua oportunidade de mudar de vida e garantir a renda extra ou a independência financeira que você sempre quis.

Aqui você vai encontrar:

  • O que é Intraempreendedorismo
  • Porque essa mudança foi importante no mercado
  • Intraempreendedorismo – Você tem as características essenciais?
  • Os 10 mandamentos do intraempreendedorismo
  • Os melhores exemplos do mercado
  • Intraempreendedorismo nas empresas – Como incentivar os seus funcionários?

Boa leitura!

O que é intraempreendedorismo

Intraempreendedorismo

Para começar esse post, o intraempreendedorismo surge como uma nova opção de inovação para conseguir selecionar os melhores funcionários de uma empresa.

A ideia é ser capaz de garantir que os talentos realmente sejam notados e garantir a inovação.

Ao invés de ser focado em começar um negócio do zero, como o empreendedorismo, esse novo meio é focado no incentivo de funcionários capazes de realmente analisar e criar algo novo.

Porque isso é uma nova modalidade?

Bom, de maneira geral, essa é uma forma inteligente de conseguir fazer com que uma empresa cresça através de seus próprios funcionários, se destacando então no mercado.

Lembrando que todo o mercado é bastante competitivo, ou seja, ganha quem tiver mais.

Neste aspecto, a vantagem acontece tanto para os empregados selecionados como para quem incentiva esse crescimento pessoal.

De acordo com a história, o intraempreendedorismo surgiu da expressão intrapreneur, criada por volta de 1978 no meio intracorporativo.

Fazendo sucesso alguns anos depois com o autor de livros Gifford Pinchot III, que definiu a área como o ato de empreendedor dentro dos limites de uma empresa que já existe.

Vale ressaltar que toda a ideia surgiu em um momento quando as empresas bloqueavam o crescimento de alguns funcionários.

Sendo assim, toda a ideia por trás do termo vem como uma possibilidade de aumentar a liberdade dos colaboradores enquanto também melhora o mercado através daquilo que é novo.

Porque essa mudança foi importante no mercado

Intraempreendedorismo

Diante do conceito de intraempreendedorismo, você pode se perguntar porque exatamente isso é importante para todos os envolvidos no processo.

Em primeiro lugar, um dos principais pontos a serem reconhecidos está para o empregado.

Ao ser incentivado e notado, o funcionário consegue entender que existe uma possibilidade de conseguir mais e, como resultado, tenta crescer dentro daquilo que ama e sabe fazer.

Em segundo lugar, a empresa tem a chance de ter um funcionário importante, que realmente entenda sobre um determinado assunto e que seja capaz de atuar de maneira profissional em uma série.

Em terceiro e último lugar, o intraempreendedorismo é importante para todo o mercado porque favorece o crescimento.

Ao aumentar a competitividade, a tecnologia é influenciada, o que faz com que tudo avance, nascendo novos campos de atuação.

Ao mesmo tempo, isso é importante para o mercado porque melhora a comunicação com o público, resolve problemas com mais facilidade e garante maior satisfação, seja de colaboradores, patrocinadores, clientes e outros funcionários.

Outras vantagens que mostram porque o intraempreendedorismo é importante incluem:

  • Aumenta a motivação dos clientes e de outros funcionários;
  • Agiliza na construção e realização de tarefas;
  • Facilita a integração de diversos setores;
  • Chance de inovar e buscar novas soluções;
  • Consolida uma cultura interna de crescimento na empresa, etc.

Intraempreendedorismo – Você tem as características essenciais?

Você sabe quais são as características essenciais que diferenciam um funcionário comum de um intraempreendedor?

Caso a resposta seja não, aqui vai uma lista do que vale a pena observar em você mesmo:

Você realmente sabe e ama o que faz:

Inovação

Uma das principais características essenciais do intraempreendedorismo é o profissional que realmente sabe e ama aquilo que faz.

Isso porque, quando existe essa paixão, você acaba se dedicando mais ao trabalho, quer crescer e quer ser melhor.

Mais importante que isso, essa cobiça não está relacionada diretamente a poder ou dinheiro, mas a você mesmo, a conseguir alcançar uma meta.

Intraempreendedorismo e a maturidade profissional:

Se você faz parte daqueles funcionários que entende a responsabilidade das decisões que toma, daquilo que faz ou mesmo do poder que tem em mãos, mesmo que seja pouco, atenção:

Você está mais perto de ser um intraempreendedor.

Em síntese, esse profissional precisa ter a maturidade necessária para assumir as responsabilidades da área na qual atua bem como das escolhas que vão.

Assim, não há espaço para aqueles que culpam os outros pelos próprios erros, não encara os obstáculos ou desiste sempre que as coisas ficam difíceis.

Grandes ideias

Vale dizer ainda que a maturidade profissional não está relacionada com a idade que você tem ou mesmo com o tempo que está na empresa.

Essa maturidade é algo que pode ser construído de diversas maneiras, seja com alguns meses de trabalho ou após longos anos.

Persistência e proatividade:

Entre as características que você deve ter e trabalhar para desenvolver ao longo dos anos é a persistência e proatividade.

A persistência permite que você encare os erros, aprendendo com cada um deles, e não desista dos seus objetivos, melhorando a sua atuação ou mesmo a forma como você trabalha.

Já a proatividade, é a capacidade de se colocar na frente do que está por vir, tomando decisões, criando novas chances de sucesso e realmente focando em uma ideia, para ser capaz de fazer as coisas acontecerem.

É importante dizer que a persistência e proatividade estão longe de serem questões que cercam o egoísmo ou mesmo uma personalidade negativa.

Em outras palavras, persistir e dar os primeiros passos é diferente de arriscar sem ver a chance de futuro, encarar em uma ideia que sempre dá errado ou não focar na realidade.

Intraempreendedorismo e a criatividade:

Entre as características que você deve ter ou trabalhar para ter é a criatividade.

Neste cenário, você realmente pode acreditar que isso se trata de algo inato, que nasce com você ou que não existe na sua mente.

O que não é verdade.

Um problema comum referente a criatividade é que o ser humano é ensinado desde muito cedo a seguir padrões, a fazer o que os outros dizem e até a trabalhar em algo fixo.

Sendo assim, a criatividade pode acabar sendo massacrada nesse processo, fazendo com que você fique sempre em uma bolha de conforto.

Então, se o seu objetivo é desenvolver ou estimular a sua criatividade, tenha em mente as seguintes dicas:

  • Pense sobre um assunto de diferentes perspectivas;
  • Busque problemas e soluções diferentes, saindo do óbvio;
  • Questione-se sempre que possível;
  • Tente fazer um ato de associar diferentes ideias, formando uma rede de informações;
  • Aprenda a observar e ouvir antes de pensar, tomar uma decisão ou discutir algo;
  • Faça testes e aprenda com os próprios erros, etc.

Existem ainda outras características ligadas ao intraempreendedorismo que podem ser importantes para o seu crescimento, como autoconfiança e dedicação.

10 mandamentos do intraempreendedorismo para seguir agora

Perfil do intraempreendedor

Os chamados mandamentos do intraempreendedorismo funcionam como um tipo de ideias que você deve seguir para se destacar na empresa, encontrar outros profissionais qualificados e mostram o seu potencial.

  • Forme uma equipe forte;
  • Busque compartilhar conhecimento e recompensas;
  • Sempre busque conhecer mais e peça aconselhamento;
  • Busque prometer o que pode cumprir e tente surpreender;
  • Faça o que for preciso para alcançar o seu sonho;
  • Equilibre o pedir perdão e permissão;
  • Saiba quais são os interesses da sua empresa bem como as regras;
  • Esteja sempre disposto para trabalhar, mas saiba que é possível que algo dê errado;
  • Seja leal ao que você quer e ama;
  • Honre o seu campo de atuação.

Vale dizer que, muitas empresas, ainda podem ver o intraempreendedorismo como uma ameaça para quem está no poder.

Nesses casos, as demissões são comuns, a empresa nunca cresce você tem a chance de buscar uma nova oportunidade. Não se limite.

Uma dica é sempre buscar conhecer mais a empresa na qual você trabalha, para saber o que ela procura, qual o campo de possível crescimento e o que você pode fazer para crescer ali dentro.

Caso perceba que a empresa está, continuamente, limitando o crescimento dos profissionais, talvez seja uma hora de mostrar as vantagens do intraempreendedorismo ou até buscar um novo meio de trabalho.

Seguindo essa linha, faça um balanço de prós e contras e escolha aquela que for melhor para você.

Os melhores exemplos do mercado

Os exemplos de intraempreendedorismo do mercado servem para mostrar que milhares de empresas de diferentes campos estão apostando nessa ideia.

Intel:

Você não leu errado, a Intel é uma criação que teve destaque na Índia, quando pequenas lojas de varejos estavam competindo em Mumbai.

Logo, a rede provou que deveria crescer e um novo projeto de automação foi desenvolvido.

Logo em seguida, a Intel cresceu mais, aderindo a novos projetos, novas ideias da própria organização e sugestão de colaboradores.

Gmail:

O gmail foi lançado por Paul Buchheite através de uma série de convites, algo que só aconteceu porque a empresa incentivou a criação de novas ideias para o mercado.

O botão “curtir”:

O botão de curtir não nasceu com a rede social, mas foi desenvolvida depois de ideias vindas de intraempreendedores.

Atualmente, o botão é uma das principais ferramentas essenciais da rede, sendo indispensável e até mesmo fazendo parte de outas mídias.

Playstation:

O queridinho Playstation da Sony foi desenvolvido por Ken Kutaragi quando a empresa ainda não queria entrar no mercado dos jogos.

Entretanto, um dos colaboradores seniores da empresa viu a ideia, entendeu a proposta e percebeu a chance que estavam perdendo.

Logo, o videogame se tornou um dos mais conhecidos e comercializados do mundo todo.

Dreamworks:

A Dreamworks é uma rede de compartilhamento de ideias que ganha cada vez mais o mundo.

De maneira simples, a ideia da rede é fazer com que pessoas enviem ideias para que empresas criam minivideos ou os famosos curtas-metragens.

Logo, são uma série de intraempreendedores criativos que fornecem ideias valiosas para o mercado da cultura e se torna uma referência na busca por novos talentos.

Existem vários outros exemplos de empresas que cresceram devido ao empreendedorismo, alcançando o espaço que possuem hoje no mercado.

Se estiver na dúvida, a dica é pesquisar por startups do mercado, para entender quais são as que mais crescem, onde você poderia trabalhar e até desenvolver um quadro de ideias para apresentar aos colaboradores.

Intraempreendedorismo nas empresas – Como incentivar os seus funcionários?

Se você é empreendedor e tem um negócio, é essencial saber como incentivar a sua equipe a desenvolver nova ideias e crescendo, fazendo com que você também avança.

Seguindo essa linha, tenha como meta diária os seguintes fatores:

Aprenda a demonstrar interesse:

A primeira e mais importante dica de como incentivar o intraempreendedorismo no seu negócio é demonstrando interesse.

Ao contrário do que acontecia alguns anos, atualmente é preciso estar atento ao que os seus funcionários e colaboradores dizem.

Já que você não sabe de onde uma grande ideia pode surgir.

Com isso em mente, busque ouvir e demonstrar interesse pelas opiniões alheias, analisando e selecionando as melhores.

Isso também serve para buscar soluções e resolver diferentes tipos de problemas.

Intraempreendedorismo também é conhecimento e reconhecimento:

Outras dicas para inventivo é entender que o conhecimento é a base do crescimento.

Portanto, incentive os seus funcionários a alcançar novos resultados e tente ter um plano de carreira, para que seja possível crescer dentro da empresa.

Da mesma maneira, é preciso reconhecer o esforço e importância dessas pessoas, seja através da remuneração, títulos ou no próprio crescimento profissional, com mudanças de cargo.

Foque na inovação e nas ideias:

Intraempreendedorismo

Ao invés de ficar preso aquilo que você já sabe, uma dica é sempre incentivar as pessoas da sua empresa a ter uma ideia nova ou inovar de alguma maneira.

Por exemplo, abra espaço para que as pessoas desenvolvam novas formas de trabalho que sejam mais efetivas.

Evite cortar a criatividade e tente estimular um ambiente que tenham diferentes metas e objetivos, não apenas voltados para o lucro.

Muitas vezes, uma empresa que foca no crescimento e capacitação de pessoal, conseguem ficar mais tempo no mercado enquanto conseguem lucros de longo prazo.

Pense nisso.

Então, ficou com alguma dúvida?

Comenta aqui embaixo para que eu possa lhe ajudar ou aproveite para compartilhar essa ideia.

Até o próximo post!

(Visited 111 times, 1 visits today)

Tags: | |

Veja os 8 passos para começar a empreender hoje mesmo.

Veja os 8 passos para começar a empreender hoje mesmo.

Veja o passo a passo para começar seu negócio agora mesmo!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Dan Reis
Dan Reis

Já trabalhei e estudei em diversas áreas, de química a tecnologia da informação, mas foi no fim de 2017 que me encontrei, descobri que o que eu gosto é empreendedorismo. Atuo desde então como empreendedor digital e minha vida mudou, mudou para melhor. Passei a fazer algo que gosto, ou melhor amo. Em 2019 percebi e me comprometi a compartilhar tudo o que eu aprendi (e ainda aprendo) para as pessoas que tem do mesmo desejo: Ser empreendedor.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.